s.f. (...) indicação de que alguém "encontrou finalmente a última peça do quebra-cabeças e agora consegue ver a imagem completa".

(Psiu: Sobre aquela falta de ideias)

26.12.14

Palavras escritas são ideias mortas


Usurpando um pouco a ideia do que é belo mas foi alcançado suprindo a vida de algo, venho com essa teoria que me faz muito — algum — sentido.
Sinto constantemente uma vontade verborrágica, agressividade em vocábulos. Estapear tudo e todos com jogos de substantivos bem colocados. E, no ato, essa violência toda pararia de esmurrar meu cérebro (e minhas entranhas, já não tenho mais estômago pra tanto problema inflamando-o). Escrever, pra mim, é matar uma ideia da minha cabeça pra ela enfim deixar espaço e não me dominar por completo. É um receio à minha psiqué. É arrancar com unhas a pele antiga e deixar a derme vascularizada pra se regenerar.
Dói.
O calão se rentifica à terra do quanto dói.
Mas é assim que não enlouqueço.

Nenhum comentário: