s.f. (...) indicação de que alguém "encontrou finalmente a última peça do quebra-cabeças e agora consegue ver a imagem completa".

(Psiu: Sobre aquela falta de ideias)

6.5.13

Pânico


Era um longo caminho; Um corredor pouco iluminado. Não lúgubre, quiçá mórbido — pior: vazio. 

Nada lhe recorria se não o instinto de fugir. Já não tinha cognição, era tudo uma eterna escala de cinza com pontos iluminados ao centro. Quase uma cartesiana apótema, se teoria matemática autua com cunho assustador no relato. 

Só se distinguia vozes e ainda assim ecoavam senoidais à sua volta, com frequência constante e picos de ecos. Esses alias os únicos que chamavam atenção. Era o da professora de interpretação. 
Enquanto o declame do simbolismo, a unica sinestesia a se notar era do amargo medo. 


Suava frio. Contrações involuntárias. Pequenos vasos rompidos nos dedos da mão a qual mordia pra se controlar. Cortes de unhas. E vontade única de se esconder. 

Patologia irracional. Acho que foi batizada na sociedade doente.

Nenhum comentário: