s.f. (...) indicação de que alguém "encontrou finalmente a última peça do quebra-cabeças e agora consegue ver a imagem completa".

(Psiu: Sobre aquela falta de ideias)

12.11.12

Augustus



Difícil.

É difícil colocar em palavras pensamentos confusos e densos. A sensação de querer gritar e não poder é sufocante; como se eu cercasse verdades rígidas por medos frágeis, porém ágeis o suficiente para impedir minhas cordas de proferirem os sentimentos mais profundos que perturbam a mente e dilaceram a alma. Nessa guernica que não cessa, o exterior é irrelevante e vago. Como se tudo o que eu externasse fossem atitudes previsíveis e calculadas.
A vontade de revolucionar e botar “fim” em tais conflitos é tentadora; ainda assim, o espectro do amedrontamento me aparece nas piores das emboscadas.
Certa cantora britânica dizia não saber o que é certo ou real, não sabia mais quem deveria ser. Questionava quando tudo se esclareceria, visto que tudo está tomado pelo medo. Compreendo-a perfeitamente.
Quero realmente que o tempo me cure, mas tenho quase certeza que só alguma figura humana poderia me salvar.
Estou à espera.

Nenhum comentário: