s.f. (...) indicação de que alguém "encontrou finalmente a última peça do quebra-cabeças e agora consegue ver a imagem completa".

(Psiu: Sobre aquela falta de ideias)

10.6.11

Tornando-me especialista em pedras preciosas.


Respiro fundo.
Escrevendo, lavo minha alma agora impura.
Esses pensamentos vãos e ineficazes, que me tornaram apenas um ser insignificante, medíocre... O vento levou.
Desprezara a vida humana, de modo literal. Não via necessidade na existência. Não via beleza na mesma. Minha visão era constituída de borrões; eles me irritavam. Perdi o controle de tudo o que já tive na vida.
Capacidade de pensar não é para muitos. Foi me dada a pedra rara ainda bruta, e só o que fazia era sentir-me incapaz de lapidá-la, tornando-a apenas mais um sedimento mineral. Como se eu quisesse mesmerizar minha pobre pedrinha. Ou que, ao me comparar com outros donos de pedras, sentia-me incapaz de possuí-la.
E mais uma vez, as palavras me salvaram. De um jeito mais físico e psicológico, admito. Mas tiveram sua funcionalidade.
Agora sou eternamente grata.

Nenhum comentário: