s.f. (...) indicação de que alguém "encontrou finalmente a última peça do quebra-cabeças e agora consegue ver a imagem completa".

(Psiu: Sobre aquela falta de ideias)

14.10.10

Mentira Social


Muitas vezes, deparamos, no nosso dia-a-dia, com uma questão realmente equivocada. Aquela perguntinha sociável, o famoso "Com está você?".
Presenciei diversas vezes pessoas que afirmam o fato do seu mundo estar caótico, mas elas simplesmente usam uma mentira monossilábica como resposta.
Não posso julgar tais pessoas, pois faço o mesmo às vezes. Porém eu realmente penso antes de escolher entre a verdade e o prazer social. É muito fácil perguntarem apenas para não deixar a conversa em branco, por isso muitas vezes pergunto, de brincadeira, se elas querem realmente saber a verdade ou querem focar a conversa em outra coisa (afinal realmente me incomoda as pessoas ficarem preocupadas com meus problemas). E se, mesmo sem querer, a pessoa força-se para fingir que se importa, eu minto.

É algo meio complicado. Não entendo porque perguntam se estamos bem, quando afinal nem se importam.

Aliás, muitas questões de regras sociais me intrigam há muito tempo. Talvez eu seja uma eterna curiosa, pois muitos questionamentos pessoais não possuem respostas concretas. Mas me incomodo com o fato de que temos que aceitar algo que desconhecemos seu motivo só porque todo mundo o faz. E é nesse ponto que entra o famoso "como vai você?".

Nunca entendi verdadeiramente o motivo da pergunta. Mesmo que eu me importe com a pessoa, eu saberia se alguma coisa estiver errada. É uma pergunta muitas vezes desnecessária. E muito incomoda. Então, se realmente não se importa como me sinto, responda-me para quê fingir.

E aos entendidos do sistema social que nos encontramos, por favor, entrem em contato comigo. Tenho muitas dúvidas a serem respondidas.

Nenhum comentário: