s.f. (...) indicação de que alguém "encontrou finalmente a última peça do quebra-cabeças e agora consegue ver a imagem completa".

(Psiu: Sobre aquela falta de ideias)

10.10.10

Epifania inicial

Então. O título do blog é bem sugestivo: epifania mental. Seria tal epifania, uma final descoberta idiomática da minha cabeça?
Não. 

Eu simplesmente gostaria de sentir tal epifania à medida que eu escrever aqui.

Peço que não se incomodem com a falta de nexo entre um parágrafo e outro. Gosto de jogar frases aleatórias perto das outras para formar um sentido único ao finalizar.

De repente, num domingo a noite qualquer de outubro, após uma leve frustração por não haver Coca-Cola para o jantar, tive a ideia de escrever. Não sei no que se enquadrarão meus textos. Poderão ser contos, crônicas. Mas eu andei notando que eu gosto de publicar alguns textos em anonimato. Então veio a primeira epifania (de coragem) por refletir: afinal, qual seria o grande problema de conhecidos lerem os meus textos?
Não pode ser de todo o mal ter um pedaço de privacidade dividido por bons amigos, ou até pessoas que não gosto. Não pretendo trabalhar com indiretas aqui, contudo.

-

Gosto de considerar-me uma falsa culta. Alguns acreditam que o que falo é realmente interessante ou aparentemente bonito. Mas eu simplesmente não falo nada além do óbvio. Só gostaria de dividir isso desde já.

Nenhum comentário: